FipeZap registra uma nova estabilidade nos preços de venda

FipeZap registra nova estabilidade nos preços de venda
FipeZap registra nova estabilidade nos preços de venda

O Índice FipeZAP encerrou o mês de março com uma nova estabilidade (-0,02%). Considerando-se a inflação esperada* 0,15% para março, de acordo com o Boletim Focus do Banco Central, o Índice FipeZAP terminou o terceiro mês de 2018, com queda real no preço de venda de imóveis residenciais (-0,17%). Com base nos primeiros três meses de relativa estabilidade nos preços nominais, a pesquisa acumula queda real de 0,84% em 2018.

O comportamento dos preços das casas em março não foi homogênea entre as cidades monitoradas pelo Índice.
Avaliado individualmente, nove das 20 cidades pesquisadas mostraram uma queda nominal no preço médio, com destaque para o Distrito
Federal (-0,47%), Goiânia (-0,28%) e Rio de Janeiro (-0,26%). Já entre as 11 cidades que registraram aumento de preços no período, o
as maiores variações foram observadas em Vila Velha (+0,55%), São Caetano do Sul (+0,45%) e Florianópolis (+0,30%).

imagem16-06-2018-20-06-54Brasília (Foto: Shutterstock)

Considerando os últimos 12 meses, a pesquisa aponta para avanço (-0,70%) no preço médio dos imóveis residenciais. Neste intervalo de tempo, oito das 20 cidades pesquisadas acumulam queda nominal preço de venda, incluindo: Rio de Janeiro (-4,91%), Distrito Federal (-3,22%) e Niterói (-2,18%). Por outro lado, entre as cidades que se acumulam alta no preço médio de venda, apenas em Florianópolis (+5,30%) a variação observada supera a inflação acumulada no período (+2,74%). Com o resultado, o preço médio de venda de imóvel residencial em 20 cidades analisadas acumula queda real de 3,35% nos últimos 12 meses.

Em março, o valor médio de venda de imóveis residenciais, em mais de 20 cidades monitoradas foi de R$ 7.547/m2. Rio de Janeiro
manteve-se como a cidade com o m2 mais caro do país (R$ 9.661/m2), seguido por São Paulo (R$ 8.718/m2), e o Distrito Federal (R$ 7.777/m2).
Já as cidades com o menor valor médio por m2 foram Count ($ 3.506/m2), e Goiânia (R$ 4.102/m2) e Vila Velha (R$ 4.700/m2).

+ O preço dos imóveis foi ligeiramente maior entre os meses de outubro e novembro de

+ O preço do aluguel residencial mostra o quinto recuo consecutivo

+ FipeZAP aponta para a estabilidade do preço médio de venda dos imóveis

+ Preços dos imóveis comerciais, terminando o primeiro semestre em queda

+ O preço de locação de imóveis termina primeiro semestre em queda

+ Preço médio de venda de imóveis mostra o novo recuo

+ De imóveis comerciais tem um novo retiro, em maio de

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*