Polícia Civil investiga morte de recém-nascida em Campos, no RJ | Norte Fluminense | G1

Polícia Civil investiga morte de recém nascida em Campos, no RJ
Polícia Civil investiga morte de recém nascida em Campos, no RJ

Corpo de recém nascida que morreu em Campos, RJ, é enterrado

Corpo de recém-nascida que morreu em Campos, RJ, é enterrado

A Polícia Civil está investigando a morte de uma recém-nascida em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, e aguarda o laudo do Instituto Médico Legal (IML) com a causa da morte.

O bebê chegou morto no Hospital Plantadores de Cana no domingo (2) e a unidade acionou a polícia depois de perceber que a criança tinha lesões na cabeça.

A delegada responsável pelo caso, Juliana Buchas, informou que foram colhidos materiais dos pais da criança na manhã desta terça-feira (4) para um exame de DNA.

A mãe da menina conversou com o RJ2 e contou que o parto foi feito em casa, em Guarus. A mulher também disse na entrevista que estava grávida de nove meses e escondeu a gestação da família dela por medo da reação dos pais.

“Quando eu fui tomar banho, eu senti uma forte dor. Quando eu senti a dor, eu só ouvi um barulho e veio tudo. Veio bebê, veio placenta, veio tudo de uma vez só. Então eu fiquei desesperada, chamei alguém pra me ajudar”, disse a mulher, que não quis ser identificada.

Mãe e filho foram levados para o hospital depois que a família pediu socorro pelo Emergência em Casa.

“Do mesmo jeito que a bebê caiu, a gente deixou. Porque eu não tive coragem de segurá-la. Na verdade eu logo saí porque eu tomei um susto, né. Eu não consegui segurar a criança”, contou.

A direção do hospital informou que a paciente saiu da unidade sem autorização médica.

“Eu não acho justo ficar num local, sendo cuidada sendo que a minha filha não vai tá lá. Não tem jeito pra ela, então eu fui embora”, justificou.

O caso está em investigação na 146ª Delegacia de Polícia de Guarus e o corpo da menina foi enterrado nesta terça.

Veja outras notícias da região no G1 Norte Fluminense.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*