Resíduos recicláveis são trocados por alimentos na cidade de paraná

Lixo reciclável é trocado por alimentos em cidade paranaense
Lixo reciclável é trocado por alimentos em cidade paranaense

imagem11-09-2018-13-09-10

Urbanismo

Resíduos recicláveis são trocados por alimentos na cidade de paraná

Escrito por: no 04/11/2015

Os resíduos recicláveis também pode receber uma moeda para o alimento, é a prova ofâ projeto iniciado em 2011, pela cidade de Umuarama, uma cidade no noroeste do Paraná, os cerca de 580 km de Curitiba. O Programa “Lixo que Vale” é criado com o objetivo de promover a integração da comunidade e a troca de resíduos que podem ser reciclados e que antes de ter as ruas sujas e poluía o Rio Piava na cidade, para os alimentos com uma fonte direta de produtores da região.

Imagem:Reprodução YoutubeImagem:Reprodução Youtube

Os moradores separados os materiais recicláveis coletados nas ruas e levou o caminhão para a coleta de estação. A Cooperativa de Catadores de Umuarama (COOPERUMA) é responsável pela seleção e dos materiais de marketing. Os moradores receber em troca o “verde menta”, uma forma de pagamento simbólico, que será utilizado na feira realizada quinzenalmente na cidade, somente com alimentos de agricultores.

Lá, os habitantes são verdes, legumes, ovos, carne, compotas, pão, entre outros alimentos, que, por cidade, junto à Cooperativa dos Produtores Rurais de Umuarama (COOPERU) com parte dos recursos gerados pela venda dos resíduos recicláveis.

Imagem: Reprodução Paraná TVImagem: Reprodução Paraná TV

O programa é benéfico tanto para a população, o que reduz os gastos com a compra de alimentos e aumentar a integração com os vizinhos na coleta de materiais recicláveis, e na seção de moedas verdes, como para os agricultores, que têm visto a produção e os lucros aumentem. Além disso, a iniciativa oferece também receberá uma cidade mais limpa, que já sucumbiram ao “Lixo que é a Pena” vários prêmios, como o Prêmio Fecomercio de Sustentabilidade, em 2014, e o Prêmio expressão de Ecologia, este ano, considerado um dos maiores problemas ambientais da região Sul do país.

Na cidade de Umuarama, o projeto promoveu, incluindo a redução dos casos de dengue e, além disso, o cumprimento da população continua a crescer. O modelo do “Lixo Vale” é colocado à disposição de outros municípios que queiram promover iniciativas semelhantes. Espera-se que exemplos como esse para outras regiões do país.

Referências: Umuarama 24 Horas, G1, Cidades Sustentáveis

4 de novembro de 2015
0

reciclagem

sustentabilidade

urbanismo

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*