São Paulo, lançou mais de 160 edifícios sem garagem

São Paulo lançou mais de 160 prédios sem garagem
São Paulo lançou mais de 160 prédios sem garagem

Nos últimos anos, com a mudança de comportamento da população, o uso do carro sofreu grandes preocupações, e muitos moradores de grandes centros desistiu de seus veículos para optar por meios alternativos de transporte, como ônibus, trem, metrô, e aplicações de mobilidade. Essa alteração é refletida no mercado imobiliário e este foi destaque em uma pesquisa realizada pelo ZAP, uma empresa do Grupo ZAP, que analisou o lançamento e a presença de propriedade sem uma garagem na cidade de São Paulo. A principal análise mostra que, nos últimos 10 anos, 166 projetos foram lançados, totalizando mais de 21 mil apartamentos.

Um dos destaques da pesquisa é a presença desse novo modelo de propriedade em regiões importantes da cidade. Os distritos da Sé (1.798 unidades), Bela Vista (1.179) e a República (961) que se concentram 63% do total de apartamentos sem vagas disponibilizadas na região central da cidade nos últimos cinco anos. O Vila Prudente (866) fica na Zona Leste, na Zona Oeste e Sul bairros líderes são Barra Funda (1.196) e Campo Limpo (1.022).

São PauloSão Paulo (Foto: Shutterstock)

O tamanho médio de um apartamento de um dormitório, sem abertura é de 32 m2, com dois quartos filme sobe para 44 m2. Este tamanho compacto é uma característica marcante dos apartamentos sem vagas. Nos últimos cinco anos, 41% das pessoas a partir de um dormitório foram lançados com até 30 m2, e 59% de 31 a 45 m2, já que 92% dos de dois dormitórios têm de 31 a 45 m2. Para o gerente de inteligência de mercado da ZAP, Cristiane Crisci, este modelo de imóveis será uma importante tendência no mercado, desde as gerações mais jovens tendem a alugar mais, e a abrir mão do carro para abrir mão do carro e viver em um bairro com maior oferta de transporte público, ou perto do trabalho, elevando sua qualidade de vida. “É muito importante identificar que esse novo cenário é o reflexo de uma mudança no comportamento social, com a evolução dos transportes públicos, estes modelos serão cada dia mais presente e mais próxima dos ideais de as gerações futuras”, detalha.

Os bairros da Aclimação, Vila Mariana, Moema e Vila Madalena tem o valor médio mais alto do m2 para edifícios sem garagem e com 1 quarto: R$15.696, de us$13.081$12.553 e R$12.275, respectivamente. Itaquera (R$ 5.399) e Cambuci (R$ 6.161) são os valores mais baixos, entre os lançamentos dos últimos três anos. “Esses números mostram como as propriedades são uma alternativa para aqueles que buscam conveniência e uma maneira de viver com a cidade diferente. Mesmo com o filme mais baixa, estes modelos têm uma área comum, projetada para atender as necessidades do dia-a-dia, tais como lavanderia coletiva, por exemplo. Quando vemos nos imóveis de dois quartos, mas na mesma categoria, sem vaga, Itaim Paulista (R$4.081) e Butantã (R$4.257) destacam-se com valores mais baixos”, conclui Cristiane.

prédio sem garagem(Foto: Shutterstock)

+ Pesquisa mostra o imóvel que você deseja comprar para a região Nordeste

+ Pesquisa mostra o imóvel que você quer comprar na região Sul

+ Pesquisa mostra as características do imóvel desejado para compra no Brasil

+ Pesquisa realizada pelo ZAP mostra as propriedades mais desejáveis para compra na região sudeste

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*