Floriano Peixoto, ministro da Secretaria-Geral, deve ser nomeado presidente dos Correios | Política | G1

Floriano Peixoto, ministro da Secretaria Geral, deve ser nomeado presidente dos Correios
Floriano Peixoto, ministro da Secretaria Geral, deve ser nomeado presidente dos Correios

Floriano Peixoto vai ser nomeado presidente dos Correios

Floriano Peixoto vai ser nomeado presidente dos Correios

O presidente Jair Bolsonaro deve nomear o atual Secretário-Geral da Presidência, Floriano Peixoto Neto, para a presidência dos Correios.

Peixoto substitui o general Juarez Cunha, que teve a demissão anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro na semana passada, durante encontro com jornalistas.

Cunha, no entanto, só deixou o cargo na quarta-feira (19).

Bolsonaro justificou a demissão de Cunha dizendo que ele se comportou como “sindicalista” e se manifestou contrário à privatização da estatal. O presidente é favorável à privatização dos Correios.

Floriano Peixoto

Floriano Peixoto Neto iniciou a carreira militar em 1973 e concluiu a formação na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) em 1976, na arma de infantaria.

Paraquedista militar, assim como Bolsonaro, Floriano alcançou o posto de general de divisão (três estrelas), o penúltimo na hierarquia do Exército. Ele passou à reserva em março de 2014.

Floriano participou duas vezes da Missão de Paz das Nações Unidas no Haiti, uma como oficial de operações e outra como o comandante das forças militares no país. Ele liderava a missão quando ocorreu o terremoto no Haiti, em 2010.

Além da formação militar, com experiências na Suíça e nos Estados Unidos, Floriano é formado em Administração de Empresas e tem MBA em Gerência Executiva.

Floriano Peixoto estava na Secretaria-Geral desde fevereiro, quando assumiu o cargo no lugar de Gustavo Bebianno, também demitido por Bolsonaro.

    Seja o primeiro a comentar

    Faça um comentário

    Seu e-mail não será publicado.


    *